CamapuãCidadesInterior
Tendência

“Camapuã” Com o uso de inseticidas, a Equipe de Vetores está percorrendo as residências e aplicando o produto nas casas.

A Secretaria de Saúde de Camapuã está realizando ação para o combate ao Mosquito Palha, principal agente transmissor da Leishmaniose. As ações estão sendo concentradas, em um primeiro momento, nos bairros Vale do Sol e Nova Era.
Nos bairros a equipe de Controle de Vetores instalou armadilhas luminosas e coletou uma grande quantidade dos insetos.
Com o uso de inseticidas, a Equipe de Vetores está percorrendo as residências e aplicando o produto nas casas. “Precisamos contar com a colaboração da população para que afaste os móveis das paredes, facilitando com isso a aplicação do inseticida”, pontuou Wendel Pereira, Diretor de Controle de Vetores
A ação, também é uma rápida resposta da Secretaria de Saúde, após a descoberta recente de um caso de Leishmaniose Visceral em humanos.
A doença é transmitida por meio da picada de mosquitos palha, que recebem este nome devido a suas características a coloração amarelada ou de cor palha.
A transmissão acontece quando fêmeas picam cães ou outros animais infectados, e depois picam o ser humano, transmitindo o protozoário causador da Leishmaniose Visceral.
Os principais sintomas são: febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso, fraqueza, redução da força muscular e anemia.
É fundamental procurar o médico assim que surgirem os primeiros sintomas. Uma vez diagnosticada, quanto mais cedo for iniciado o tratamento maiores são as chances de evitar agravo e complicações da Leishmaniose Visceral, que se não for tratada adequadamente, pode ser fatal.
Assessoria de Comunicação
Botão Voltar ao topo