Educação e CulturaGeralInterior
Tendência

Mato Grosso do Sul tem três vezes mais igrejas do que escolas, mostra Censo 2022

O número de estabelecimentos de saúde também é baixo em Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul tem 8.156 estabelecimentos religiosos, o que significa um templo para cada 338 pessoas. Os dados do Censo 2022 mostram que esse número é três vezes maior que o de instituições de ensino no Estado. Para se ter uma ideia, existe uma unidade de ensino para cada 1.041 pessoas.

Os dados são do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre as coordenadas geográficas do país. Considerando o número de estabelecimentos religiosos por cidade de MS, Santa Rita do Rio Pardo tem o menor número de igrejas por habitantes.

Já em , são apenas 132 pessoas para cada estabelecimento religioso, o que significa uma grande disponibilidade de templos. Em Campo Grande, a densidade de pessoas por estabelecimentos religiosos foi de 424,6 (16ª maior entre os municípios de MS).

Os dados do Censo 2022 mostram que, em Mato Grosso do Sul, 80% dos endereços são domiciliares individuais. Na prática, são 1,2 milhão de endereços particulares e 3.109 (ou 0,2%) de domicílios coletivos.
O número de estabelecimentos de saúde também é baixo em Mato Grosso do Sul. Segundo o Censo 2022, são 3.709 unidades de saúde (cerca de 743,3 pessoas para cada estabelecimento).

Educação em MS

O IBGE explica que a densidade de pessoas por estabelecimento de ensino um é um dado que serve também como referência da disponibilidade do ensino para a população. Um diferencial no caso dos estabelecimentos de ensino é que a  típica em que os moradores estudam também ganha importância nas comparações.

Da mesma forma que ocorre com os estabelecimentos de saúde, o dado pode ser analisado também considerando o contexto de cada município e a capacidade de atendimento dos estabelecimentos daquela espécie no local.

Em Campo Grande, a densidade de pessoas (total da população) por estabelecimentos de ensino foi de 1.377,4 (6ª maior entre os municípios de MS). As maiores densidades de pessoas por estabelecimentos dessa espécie foram encontradas em Aparecida de Taboado (1.729,6 pessoas para cada estabelecimento de ensino), Novo Horizonte do Sul (1.573,6 pessoas para cada estabelecimento de ensino) e em Chapadão do Sul (1.549,6 pessoas para cada estabelecimento de ensino).

Na contramão, as menores densidades foram encontradas em Porto Murtinho (338,3 pessoas para cada estabelecimento de ensino), Jateí (448,2 pessoas para cada estabelecimento de ensino) e em Bodoquena (450,8 pessoas para cada estabelecimento de ensino).

Na análise por grupo de idade, verificou-se que Porto Murtinho (123,6), Jateí (136,2) e Bodoquena (143,2) possuíam as menores densidades de pessoas de 4 a 25 anos de idade para cada estabelecimento de ensino existente no município. Por outro lado, Aparecida do Taboado (563,4), Chapadão do Sul (542,3) e Novo Horizonte do Sul (487,6) possuíam as maiores densidades. No ranking entre os municípios de MS, Campo Grande possuía a 8ª maior densidade (428,4).

Foto de capa: Igreja do São Julião (Foto: Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

Priscilla Peres | Midiamax

Botão Voltar ao topo